quinta-feira, 21 de abril de 2011

Sentimentos

    Não quero fazer parte da sua vida ingênua e contínua. Não quero mais viver essa história e nem relembrar dos nossos momentos. Tudo era mais fácil quando eramos amigos, e hoje é o nosso orgulho que prevalece. Voce simplesmente abandonou um sentimento que existia entre nós, com seu jeito indiferente e egoísta o deixando para trás, como se fosse uma folha jogada ao vento. Voce não soube dar valor a nossa amizade que perdurou durante um longo tempo, e talvez esse seja o motivo do fim. Sem risos, sem choro, sem abraços. Apenas um grande silêncio, com as palavras presas na garganta e essa angústia travada no peito.


Rafael M. Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário